Drop Size em logística: o que fazer para aumentar seu valor

6 minutos para ler

Um empresário que deseja ver seu negócio crescendo precisa monitorar todas as ações realizadas dentro da transportadora. Para isso, devem ser utilizados indicadores de desempenho na área de logística, como o drop size.

Esses indicadores promovem um termômetro das operações, demonstrando o que precisa ser definido. Assim, a empresa pode atingir suas metas e, consequentemente, seus objetivos.

Existem diversas situações dentro da gestão de entregas a serem avaliadas, como horário, número de pedidos, rotas traçadas, entre outras — e o drop size pode ajudar muito nesse processo. Por isso, preparamos este artigo para que você saiba mais sobre esse indicador e as maneiras de aumentar e agregar valor ao seu trabalho. Vamos lá?

O que é drop size e qual a importância desse indicador?

O drop size é o resultado obtido entre o volume total do pedido do cliente e das entregas realizadas, considerando peso líquido, metragem cúbica média ou métrica por volume. Por meio desse dado, é possível determina os lotes e custos mínimos, roteirização, veículo que será usado, etc.

Um fator interessante é que se o drop size em logística mostra um número alto, isso quer dizer que a otimização do caminhão ou carro utilizado foi satisfatória. Logo, quanto maior o indicador, maior será a quantidade de mercadorias entregues.

Dessa forma, ele é relevante por auxiliar a equipe a encontrar o equilíbrio entre custos de frete e de estoque que será cobrado do cliente. Assim, ambos saem ganhando.

Como o indicador drop size pode ser mensurado?

Para se chegar ao coeficiente do drop size, é necessário obter a média do volume de cada entrega do cliente. Em seguida, basta fazer o cálculo em volume ou em número de caixas.

Imagine uma transportadora que atende 5 clientes, por exemplo. Ao realizar a entrega, ela coloca 150 caixas no veículo — ou seja, o indicador apresenta uma média de 30 volumes por entrega. Sendo assim, quanto maior o valor, mais eficiente será a entrega.

Contudo, saiba que esse critério precisa ser avaliado com indicadores de taxa de ocupação do veículo, regularidade das entregas e volume da demanda do cliente, para que gere custos, otimização do caminhão ou carro, eficiência operacional e muito mais.

Com isso, será possível identificar o perfil do veículo que será usado, pois sua ocupação, geralmente, fica entre 60 a 80%, o que depende da empresa e do tamanho da frota para atender o mercado. Diante disso, para mensurar o drop size, é aconselhável seguir as orientações abaixo.

Otimização das rotas

Desenvolver a roteirização é essencial para reduzir custos e otimizar os valores de frete, visto que o tamanho da entrega influencia no atendimento de cada cliente e na taxa de ocupação do caminhão ou carro. Inclusive, isso ajuda no ajustamento das rotas para que elas fiquem sempre otimizadas.

Para se ter uma noção, caso a transportadora tenha dois ou mais clientes próximos, mas que estejam longe da base de entregas, cria-se uma rota específica direcionada para eles. Dessa forma, o tamanho de entrega será maior para diminuir custos e a frequência de ida ao local.

Negociação com o cliente

Estimular o cliente a fazer vendas maiores é muito importante, pois assim o drop size será mais vantajoso. Afinal, o veículo não terá que retornar várias vezes para buscar mercadorias. Logo, acabará com a demora do recebimento e os valores serão melhores negociados.

Retirada de clientes não rentáveis

Mostre que é preciso ter um valor de pedido mínimo para que a negociação tenha sustentabilidade. Caso os consumidores não queiram trabalhar nesses moldes, elimine clientes não rentáveis, indicando outro distribuidor para melhor atendê-los.

Redução de visitas a um mesmo cliente

Existem muitas empresas que trabalham com programação de rotas de visitas e de entregas de forma manual. Contudo, ao utilizar um roteirizador logístico para atender os clientes, a equipe se torna mais independente.

Mesmo que ela use o Waze ou o Google Maps para indicar os melhores caminhos, a empresa vai enfrentar problemas com o trânsito, tempo de viagem, sequência logística das entregas, etc.

Por esses motivos, é fundamental usar um software de otimização logística para reduzir distâncias, fazer um planejamento de forma automática e diminuir o deslocamento das rotas e os custos.

Capacitação da equipe

Uma empresa bem-sucedida é aquela que investe na capacitação dos seus colaboradores e os veem como um capital humano. Desse modo, são selecionados profissionais mais especializados, que dominam o setor e dão sequência aos seus aprendizados.

Por isso, contrate pessoas que saibam lidar com clientes e colegas de trabalho, que tenham nível técnico, realizem boas negociações e que sejam líderes e flexíveis às adaptações de processos. Além disso, eles devem conhecer sobre armazenagem, distribuição, transporte, infraestrutura, economia e atendimento.

Uso de software especializado

Um software de logística se torna o centro de informações para todos os envolvidos no negócio, tanto para a transportadora quanto para os clientes. Ao implementar um sistema como esse, a transportadora poderá:

  • gerenciar as entregas em tempo real, acompanhando as atividades e otimizando o tempo;
  • cadastrar diversos tipos de ocorrências, como cliente ausente, avaria na carga, entro outros;
  • emitir romaneio de entrega;
  • registrar entregas por dispositivo móvel (mesmo sem internet no local da entrega);
  • fazer entregas com base nos documentos de transporte (CT-e);
  • monitorar as entregas realizadas em tempo real (data e hora/minuto);
  • usar geolocalização e foto de entrega;
  • receber a assinatura do recebedor em um dispositivo móvel;
  • criar roteiros por distância entre pontos.

Quais são as consequências de um valor baixo de drop size?

Quando não há uma otimização dos processos, geralmente o drop size em logística é baixo. Isso provoca inúmeros problemas para a empresa, como roubo de carga, uso ineficaz da tecnologia especializada, má qualidade da frota em circulação, informalidade do transporte rodoviário, carga tributária elevada e muitos outros. Tudo isso gera prejuízos e dificuldades sérias ao negócio.

Consequentemente, pode se tornar inviável atender as demandas e manter um relacionamento com os clientes, o que vai impactar diretamente na redução da lucratividade. Além disso, surgirão imprevistos difíceis de serem contornados.

Portanto, faça uso do drop size em logística e invista em profissionais e softwares qualificados. Assim, sua empresa terá como definir estratégias para se destacar no mercado, avaliar a rentabilidade dos produtos e operações, controlar o retorno financeiro, ter um melhor atendimento e fidelizar os clientes.

Este post foi útil para você? Aproveite e compartilhe com seus parceiros em suas redes sociais para que mais profissionais tenham esse conhecimento e possam aplicá-lo em suas empresas!

Posts relacionados

Deixe um comentário