Conheça os 9 principais cuidados nas transportadoras em tempos de Covid-19

7 minutos para ler

A Covid-19 mudou a forma como as empresas lidam com as rotinas no seu dia a dia. E como a área de logística é considerada essencial, os cuidados nas transportadoras devem ser redobrados. Isso permitirá que a empresa poderá se manter atuante expondo os seus profissionais ao menor risco possível.

Como fazer isso? Muitas alternativas estão disponíveis para quem quer manter-se funcional e evitar problemas para a sua equipe. Elas demandam planejamento, comunicação inteligente e engajamento da equipe.

Quer saber quais são os cuidados nas transportadoras mais adequados para a prevenção da Covid-19? Então, confira este post!

Como a Covid-19 afetou o setor de logística?

A Covid-19 obrigou muitas pessoas a ficarem em casa. Isso trouxe mudanças para toda a economia, inclusive na logística. Hoje, esse é um dos poucos setores que enfrentou aumento de demanda, uma vez que muitas pessoas migraram para a web.

Segundo dados do Compre e Confie, o número de vendas no começo de março aumentou em 42,31%. Todo esse aumento de compras ampliou a demanda por serviços de logística. Sem o setor, não há como manter as entregas dentro do prazo.

O que fazer para se prevenir?

Medidas de prevenção, mitigação e tratamento de riscos devem ser aplicadas e comunicadas para toda a equipe. Veja a seguir quais cuidados nas transportadoras devem ser adotados!

1. Oriente os profissionais sobre medidas de higienização

O primeiro passo para evitar que a Covid-19 faça parte do dia a dia do seu negócio é orientar os profissionais. Mesmo que as medidas listadas abaixo sejam aplicadas corretamente, elas só terão sucesso se a equipe segui-las corretamente. Por isso, mantenha uma comunicação clara com as equipes, que as alerte sobre:

  • a importância da prevenção;
  • os sintomas da doença;
  • o que fazer em caso de suspeita de doença;
  • as medidas são adotadas pelo negócio.

2. Forneça materiais de proteção

Fornecer materiais de proteção também é algo crítico. A empresa deve apoiar equipes internas e externas da melhor maneira possível. Isso reduzirá a chance de alguém se infectar e, ao mesmo tempo, maximizará a confiabilidade dos serviços do negócio.

Para isso, distribua equipamentos como:

  • máscaras de proteção facial (preferencialmente as utilizadas em ambientes hospitalares);
  • escudos para proteção facial;
  • luvas;
  • kits com álcool em gel com concentração de 70%;
  • copos e canecas de café individuais.

Essas medidas são simples, mas reduzem as taxas de retransmissão. Além disso, podem minimizar as chances de alguém entrar em contato com objetos de uso comum compartilhados. Lembre-se: o prejuízo de um profissional afastado por alguns dias pode ser muito maior do que o gasto com canecas e kits de álcool em gel.

3. Evite aglomerações

Orientar os profissionais a não ficarem muito próximos uns dos outros também é importante. Esse cuidado deve ser contínuo. Ou seja, a empresa pode adaptar reuniões presenciais para videoconferências, aumentar o número de mesas em seu refeitório e garantir que os profissionais mantenham ao menos um metro de distância uns dos outros.

4. Realize a limpeza constante de equipamentos

A limpeza é uma das formas mais simples de evitar o contágio com qualquer doença, da Covid-19 à gripe mais leve. Por isso, a empresa deve reforçar a equipe da área e garantir que eles sempre mantenham os ambientes limpos. Assim como o uso de materiais individuais, isso reduz as chances de contágio.

Essa estratégia também deve ser utilizada para os veículos do negócio. Eles sempre devem ser limpos após o seu uso. Desse modo, mais de uma pessoa poderá utilizar o mesmo equipamento com segurança.

5. Distribua álcool em gel

A distribuição de álcool em gel com concentração de 70% é uma forma muito inteligente de evitar o contágio pelo contato. Os profissionais devem sempre ter acesso ao material. Isso permitirá manter as suas mãos limpas e livres da Covid-19.

6. Treine os profissionais para terem menos contato

Os profissionais devem ter a sua postura diária adequada. Isso demandará uma nova cultura no ambiente corporativo, que deverá ser implementada com o apoio da empresa. Por isso, não deixe de comunicar para as suas equipes como manter um distanciamento adequado, informando passos simples como:

  • não sentar-se muito próximo de outra pessoa no refeitório;
  • evitar abraços e apertos de mãos;
  • evitar sentar-se a menos de 1 metro de distância no escritório;
  • sempre manter-se com máscaras protegendo o rosto e o nariz.

7. Modifique os horários de trabalho e descanso

Muitas empresas de logística mantêm um fluxo de trabalho contínuo. Nesses casos, uma ótima forma de otimizar os cuidados com a Covid-19 é reajustar os horários de trabalho. Sempre que possível, distribua os horários de chegada, almoço, saída e descanso das equipes, evitando que muitas pessoas fiquem no ambiente corporativo ao mesmo tempo.

8. Adote o home office sempre que possível

O home office é uma realidade para vários negócios e que foi impulsionada pela pandemia. Por isso, essa estratégia deve ser adotada rapidamente pela sua empresa: reduzindo o número de pessoas no ambiente corporativo para o mínimo necessário evita que o negócio se torne um polo de contágio sem que exista perda de produtividade.

9. Realize exames na equipe periodicamente

Para garantir que a empresa sempre terá uma equipe saudável, testes rápidos podem ser aplicados regularmente. Eles auxiliam o negócio a encontrar doentes com precisão. Desse modo, eles poderão ser isolados antes que contaminem todo o seu staff.

Como lidar caso algum colaborador apresente sintomas?

Mesmo que toda as medidas sejam adotadas, os profissionais ainda podem ser infectados. Nessa hora, a empresa deve estar preparada para agir rápido e da forma adequada. Assim, o problema poderá ser contido e as rotinas mantidas normalmente.

Entre os passos que devem ser adotados, podemos:

  • identificar quais são as pessoas que tiveram contato com o profissional antes que ele apresente os sintomas e seja diagnosticado;
  • orientar os profissionais que tiveram contato a ficarem isolados por duas semanas para avaliar se eles apresentarão sintomas;
  • testar os profissionais que entraram em contato com o profissional doente mesmo após o período de duas semanas para garantir que não há uma pessoa infectada assintomática na sua equipe.

A Covid-19 é um dos maiores desafios que o mundo enfrentou no século XXI. Essa doença apresenta características únicas e obrigou cidades inteiras a aplicarem medidas de isolamento social. Porém, elas não afetam o setor de logística, que é crucial para manter populações alimentadas e com os suprimentos adequados para lidar com as demandas existentes.

Por isso, é importante que os cuidados nas transportadoras sejam redobrados. Profissionais da área precisam ajudar as suas rotinas para a nova realidade. Assim, as equipes poderão manter as suas atividades diárias sem correr riscos desnecessários e com a certeza de que passarão pelo momento atual livre de serem infectadas.

Curtiu a nossa dica? Então segue a gente no Facebook e fique por dentro dos posts futuros!

Posts relacionados

Deixe um comentário